Concurso Senado Federal: o que estudar para a prova

Concurso Senado Federal possui muitas matérias e detalhes. Por isso, fizemos um guia para te ajudar a saber o que estudar para a prova.

Concurso Senado Federal, sessão do Senado Federal do Brasil

Veja o que estudar para o Concurso Senado Federal. - Foto: Agência Senado

O concurso Senado Federal está previsto para ser realizado após o fim da pandemia provocada pelo coronavírus (COVID-19). Isso quer dizer que você ainda tem tempo para saber exatamente o que estudar para a prova e se preparar da melhor maneira possível.

O concurso Senado costuma oferecer vagas para os seguintes cargos:

  • Consultor Legislativo (nível superior);
  • Analista Legislativo (nível superior);
  • Advogado do Senado (nível superior);
  • Técnico Legislativo (nível médio);
  • Técnico Legislativo - Polícia Legislativa (nível médio).

Os cargos ainda podem ser divididos em áreas, especialidades e subáreas, fazendo com que o certame tenha um grande leque de profissões oferecidas.

O concurso Senado Federal atrai uma grande atenção dos concurseiros por causa da remuneração paga aos aprovados. De acordo com a tabela remuneratória de 2018, os valores variavam de R$ 18.591,00 a R$ 22.259,00 para cargos de nível médio. Para oportunidades de nível superior os valores ficavam entre R$ 24.782,00 a R$ 33.602,00. Vale ressaltar que esses números podem ser ainda maiores quando o novo edital for lançado.

Além dos valores, existem os benefícios de se trabalhar para um órgão como o Senado. Gratificações, vale-alimentação, plano de saúde e outras ajudas de custo estão inclusas.

Por fim, o concurso ainda oferece estabilidade ao aprovado já que o regime de contratação é o estatutário. Portanto, o certame do Senado não se trata de um concurso qualquer. A concorrência costuma ser grande.

O que você vai ver neste artigo:

  • Próximo concurso Senado Federal;
  • Último concurso do Senado Federal;
  • Etapas do concurso Senado Federal;
  • O que estudar para a prova do concurso Senado Federal;
  • O que estudar para a prova de Consultor Legislativo;
  • O que estudar para a prova de Analista Legislativo;
  • O que estudar para a prova de Advogado do Senado;
  • O que estudar para a prova de Técnico Legislativo;
  • O que estudar para a prova de Técnico Legislativo - Polícia Legislativa;
  • Cadernos e Gabaritos;
  • Curso gratuito oferecido pelo Senado Federal;
  • Dicas de estudo.

Próximo concurso Senado Federal

Inicialmente, o concurso Senado Federal estava previsto para o ano de 2020. Porém, a pandemia provocada pelo novo coronavírus (COVID-19) atrapalhou os planos dos órgãos e dos concurseiros. No momento de publicação desta matéria, o novo certame ainda não definiu uma banca organizadora.

Mesmo assim, foi divulgado que o próximo certame terá 40 vagas de início imediato e formação de cadastro reserva. As vagas serão divididas da seguinte maneira:

  • Técnico Legislativo - Polícia Legislativa: 24 vagas;
  • Analista Legislativo: 12 vagas;
  • Advogado: 4 vagas.

Para ficar sempre atualizado com as últimas novidades do concurso Senado Federal, recomendamos que você leia a matéria dedicada ao certame.

Último concurso Senado Federal

O último concurso Senado Federal foi realizado entre 2011 e 2012, tendo sido organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Ao todo, 246 vagas foram ofertadas. Do total, 79 foram para o cargo de Técnico Legislativo, 25 para Técnico Legislativo - Polícia Legislativa, 133 para Analista Legislativo (nível superior) e nove para Consultor Legislativo (nível superior). Mais de 157 mil pessoas se inscreveram.

Etapas do concurso Senado Federal

O concurso do Senado Federal possui seis etapas diferentes. Porém, nem todos os candidatos passam pelas mesmas fases. Sendo assim, confira as etapas por cargo:

Consultor Legislativo

Analista Legislativo

  • Prova escrita objetiva;
  • Prova escrita discursiva.

Advogado do Senado

  • Prova escrita objetiva;
  • Prova escrita discursiva.

Técnico Legislativo

  • Prova escrita objetiva.

Técnico Legislativo - Polícia Legislativo

  • Prova escrita objetiva;
  • Prova de aptidão física;
  • Avaliação Psicológica;
  • Investigação Social Documental;
  • Curso de Formação.

O que estudar para a prova do concurso Senado Federal

Agora que você já sabe sobre como é organizado o certame, vamos te falar o que é preciso estudar. Para fazer esse guia, o Concursos no Brasil se baseou no que foi cobrado no último certame do Senado (realizado em 2011/2012). Separamos os conteúdos dos cinco cargos principais.

O que estudar para o cargo de Consultor Legislativo

No último concurso Senado Federal, o cargo de Consultor Legislativo teve sete áreas de conhecimento diferentes que foram divididas em 80 questões:

Língua Portuguesa - para Consultor Legislativo

Língua Portuguesa foi a segunda disciplina com mais questões. Recomenda-se que o candidato separe um bom tempo para estudar os seus temas, principalmente interpretação de texto. Confira tudo o que pode cair na matéria:

  • Leitura, compreensão e interpretação de textos;
  • Estruturação do texto e dos parágrafos;
  • Articulação do texto;
  • Significação contextual de palavras e expressões;
  • Equivalência e transformação de estruturas;
  • Sintaxe;
  • Emprego de tempos e modos verbais;
  • Pontuação;
  • Estrutura e formação de palavras;
  • Funções das classes de palavras;
  • Flexão nominal e verbal;
  • Pronomes;
  • Concordância nominal e verbal;
  • Regência nominal e verbal;
  • Ocorrência de crase;
  • Ortografia oficial;
  • Acentuação gráfica;
  • Redação Oficial: Manual de Redação da Presidência da República e Manual de Elaboração de Textos do Senado Federal.

Conhecimentos Gerais - para Consultor Legislativo

Por não ser uma matéria com grande peso e que muitos elementos fazem parte do seu cotidiano, recomendamos que estude Conhecimentos Gerais com uma frequência menor. Quando for fazer leituras, foque em questões relacionadas a história do Brasil e do mundo como um todo. Também é possível que temas atuais sejam cobrados. Veja o que pode cair:

  • O Brasil e suas relações com o mundo contemporânea;
  • Revolução Industrial, imperialismo e globalização.
  • Sistema mundial de poder: Segunda Guerra Mundial, a bipolaridade e o cenário pós-Guerra Fria;
  • A globalização e a nova ordem mundial;
  • Conflitos étnico-religiosos;
  • A questão do petróleo;
  • A crise dos mercados de 2008;
  • A noção de Europa e a crise econômica do século XXI;
  • A questão ambiental: perspectiva histórica;
  • A Era do Conhecimento: o século XX, a urbanização da sociedade e a cultura de massas;
  • A modernização brasileira: implantação da República, revolução de 1930, industrialização, urbanização e a ruptura institucional de 1964;
  • Brasil contemporâneo: o regime militar e a redemocratização;
  • Inserção do Brasil no cenário mundial do século XXI;
  • Domínio de tópicos relevantes e atuais de diversas áreas, tais como política, economia, sociedade, educação, tecnologia, energia, relações internacionais, desenvolvimento sustentável, segurança, artes e literatura.

Direito Constitucional e Administrativo - para Consultor Legislativo

Direito Constitucional e Administrativo costuma ser uma matéria de difícil aprendizado por utilizar muitos termos técnicos e ter uma grande amplitude de conteúdo. Portanto, é uma disciplina que requer cuidado e dedicação maiores. Se possível, procure cursos e apostilas que tornem a leitura mais agradável. Os seguintes tópicos podem estar presentes:

  • Conceitos de teoria do Estado;
  • Princípios do Estado Democrático de Direito;
  • Conceito de Constituição;
  • Regras materialmente constitucionais e formalmente constitucionais;
  • Poder constituinte originário e derivado;
  • Controle de constitucionalidade;
  • Controle judiciário difuso e concentrado;
  • Ação declaratória de constitucionalidade e Ação direta de inconstitucionalidade;
  • Constituição da República Federativa do Brasil: Princípios fundamentais e Direitos e Deveres individuais e coletivos;
  • O habeas corpus;
  • O mandado de segurança;
  • O direito de petição;
  • O mandado de injunção;
  • A ação popular;
  • A ação civil pública;
  • O habeas data;
  • Direitos sociais;
  • Cidadania plena e participação político-social;
  • Direitos Humanos;
  • Nacionalidade. Direitos políticos;
  • Organização político-administrativa;
  • O federalismo no Brasil;
  • Repartição de competências;
  • Competências constitucionais: União, Estados, Distrito Federal e Municípios.
  • Administração pública, disposições gerais e servidores públicos civis. Separação de poderes. Sistemas de governo. Processo legislativo.
  • Administração Pública;
  • Princípios básicos da Administração;
  • Poderes e deveres do administrador público;
  • Poderes Administrativos;
  • Atos Administrativos;
  • Contratos Administrativos: Modalidades de contratos;
  • Licitação (Lei 8.666, de 1993) - Finalidade, princípios e objeto da licitação;
  • Servidores públicos: Classificação e Regime Jurídico (Lei 8.112, de 1990 e alterações);
  • Controle da Administração: Espécies;
  • Tribunal de Contas da União (TCU);
  • Improbidade administrativa (Lei 8.429, de 1992).

Administração e Políticas Públicas - para Consultor Legislativo

Esta é uma disciplina com baixa quantidade de questões. Por isso, foque nos conceitos e procure fazer os seus estudos renderem:

  • História da administração Pública no Brasil;
  • Reformas administrativas;
  • Estrutura e funcionamento da administração pública;
  • Aspectos sociais, econômicos e políticos que condicionam a administração pública;
  • Papel dos gestores públicos no tratamento dos recursos financeiros, humanos e físicos;
  • Uso de controles e indicadores de produtividade;
  • Administração orçamentária;
  • Controle interno e controle externo na administração pública: importância, finalidade, características.
  • Responsabilidade Fiscal;
  • Estado e Regulação;
  • Políticas Públicas.

Raciocínio Lógico - para Consultor Legislativo

De todas as disciplinas do cargo de Consultor Legislativo do Senado, Raciocínio Lógico é a que mais requer prática do que estudo teórico. Faça muitos exercícios que envolvam a disciplina. Priorize os próximos tópicos:

  • Uso da linguagem natural;
  • Formas de discurso;
  • Falácias de ambiguidade;
  • Proposições categóricas;
  • Silogismos categóricos;
  • Diagramas de Venn para teste de silogismos;
  • Argumentos silogísticos nas linguagens naturais;
  • Sofismas;
  • Lógica proposicional;
  • Linguagem da lógica proposicional;
  • Dedução na lógica proposicional;
  • Formas de enunciado, de raciocínio e de argumentos;
  • Paradoxos da implicação;
  • Lógica de 1ª ordem;
  • Linguagem da lógica de 1ª ordem;
  • Dedução na lógica de 1ª ordem.

Língua Inglesa - para Consultor Legislativo

Língua Inglesa é a matéria com a menor quantidade de questões para Consultor Legislativo. Porém, é preciso ficar atento aos erros já que o concurso Senado costuma ter uma quantidade mínima de acerto. E uma disciplina com poucas questões não proporciona uma grande margem para erros. Abaixo está o que você deve estudar:

  • Estratégias de leitura: compreensão geral do texto;
  • Reconhecimento de informações específicas;
  • Capacidade de análise e síntese;
  • Inferência e predição;
  • Reconhecimento do vocabulário mais frequente em textos não literários;
  • Palavras cognatas e falsos cognatos;
  • Estratégias discursivas: tipo de texto; função e estrutura discursivas;
  • 17 marcadores de discurso; elementos de coesão;
  • Aspectos gramaticais.

Conhecimentos Específicos - para Consultor Legislativo

A prova de Conhecimentos Específicos é a que possui o maior peso. Como é possível ver no quadro a seguir, existem várias especialidades dentro do cargo de Consultor Legislativo, sendo que cada uma tem sua matéria específica:

Caso o novo edital não tenha saído ainda, recomendamos a leitura do conteúdo programático do edital de 2011/2012. Lá é possível identificar o que poderá cair dentro da especialidade que você for concorrer. O edital antigo pode ser lido no site da FGV.

Prova discursiva - para Consultor Legislativo

A prova discursiva para o cargo de Consultor Legislativo pode cobrar até seis elementos diferentes de texto. No quadro estão as pontuações e a formas como os textos costumam cair:

Nós temos um artigo focado em como fazer uma boa redação para concurso. Recomendamos que o leia quando for estudar para a prova discursiva.

O que estudar para o cargo de Analista Legislativo

As matérias para o cargo de Analista Legislativo estão no quadro a seguir:

Língua Portuguesa - para Analista Legislativo

No último concurso do Senado Federal, Língua portuguesa foi a segunda disciplina mais importante, ficando atrás só dos conhecimentos específicos. Para o cargo de Analista Legislativo foram cobradas 20 questões, o que representa 25% de toda a prova. O que costuma ser cobrado na disciplina pode ser lido na sequência:

  • Leitura, compreensão e interpretação de textos;
  • Estruturação do texto e dos parágrafos;
  • Articulação do texto;
  • Significação contextual de palavras e expressões;
  • Equivalência e transformação de estruturas;
  • Sintaxe;
  • Emprego de tempos e modos verbais;
  • Pontuação;
  • Estrutura e formação de palavras;
  • Funções das classes de palavras;
  • Flexão nominal e verbal;
  • Pronomes;
  • Concordância nominal e verbal;
  • Regência nominal e verbal;
  • Ocorrência de crase;
  • Ortografia oficial;
  • Acentuação gráfica;
  • Redação Oficial: Manual de Redação da Presidência da República e Manual de Elaboração de Textos do Senado Federal.

Língua Inglesa - para Analista Legislativo

Foque na interpretação de texto e no vocabulário. Língua Inglesa não é a matéria mais importante da prova, mas pode fazer a diferença para a aprovação:

  • Estratégias de leitura: compreensão geral do texto;
  • Reconhecimento de informações específicas;
  • Capacidade de análise e síntese;
  • Inferência e predição;
  • Reconhecimento do vocabulário mais frequente em textos não literários;
  • Palavras cognatas e falsos cognatos;
  • Estratégias discursivas: tipo de texto; função e estrutura discursivas;
  • 17 marcadores de discurso; elementos de coesão;
  • Aspectos gramaticais.

Conhecimentos Gerais - para Analista Legislativo

O cargo de Analista Administrativo possui oito áreas. Por isso, separamos os Conhecimentos Gerais de acordo com esta divisão. Veja:

Área: Apoio Técnico ao Processo Legislativo

  • Raciocínio Lógico;
  • Estruturas lógicas, lógica de argumentação, diagramas lógicos, álgebra e geometria básica;
  • Mundo Contemporâneo: elementos de política internacional e brasileira;
  • Cultura internacional;
  • Cultura e sociedade brasileira: música, literatura, artes, arquitetura, rádio, cinema, teatro, jornais, revistas e televisão;
  • Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus impactos na sociedade contemporânea;
  • O desenvolvimento urbano brasileiro;
  • Meio ambiente e sociedade: problemas, políticas públicas, organizações não governamentais, aspectos locais e aspectos globais;
  • Elementos de economia internacional contemporânea. Panorama da economia nacional.

Área: Comunicação Social

  • Elementos de política brasileira;
  • Cultura e sociedade brasileira: música, literatura, artes, arquitetura, rádio, cinema, teatro, jornais, revistas e televisão;
  • Cultura internacional;
  • História do Brasil;
  • Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus impactos na sociedade contemporânea;
  • O desenvolvimento urbano brasileiro;
  • Meio ambiente e sociedade: problemas, políticas públicas, organizações não governamentais, aspectos locais e aspectos globais;
  • Elementos de economia internacional contemporânea;
  • Panorama da economia nacional;
  • O cotidiano brasileiro;
  • Regimento Interno do Senado Federal e Regimento Comum.

Demais áreas

  • Mundo Contemporâneo: elementos de política internacional e brasileira;
  • Cultura internacional;
  • Cultura e sociedade brasileira: música, literatura, artes, arquitetura, rádio, cinema, teatro, jornais, revistas e televisão;
  • Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus impactos na sociedade contemporânea;
  • O desenvolvimento urbano brasileiro;
  • Meio ambiente e sociedade: problemas, políticas públicas, organizações não governamentais, aspectos locais e aspectos globais;
  • Elementos de economia internacional contemporânea;
  • Panorama da economia nacional;
  • Noções de Direito Administrativo: conceitos, organização administrativa brasileira, poderes administrativos, administração pública, responsabilidade civil do Estado. Administração Pública direta e indireta: autarquias, fundações, entidades paraestatais.
  • Constituição Federal: art. 1º ao 5º; 18 ao 24; 37 ao 41; 44 ao 75;
  • Regime Jurídico: Lei 8.112/90 e suas alterações;
  • Lei 8.666/93 e suas alterações. Lei 9.784/99;
  • Regimento Interno do Senado Federal e Regimento Comum.

Conhecimentos Específicos - para Analista Legislativo

Conhecimentos Específicos representam metade das questões da prova para Analista Legislativo. Como você viu, o cargo de Analista Administrativo possui oito áreas. Se isso não bastasse, elas ainda são divididas em especialidades e em subáreas. Confira a tabela:

Portanto, é preciso que o candidato estude os conhecimentos específicos da sua profissão. O Concursos no Brasil possui um banco de questões de provas para várias profissões que fazem parte da lista. Todas as que estiverem em azul estão contempladas:

Por fim, recomendamos que você leia o conteúdo programático do edital do último concurso para saber exatamente o que estudar para a profissão que deseja.

Prova discursiva - para Analista Legislativo

A prova discursiva para o cargo de Analista Legislativo conta com uma redação e uma questão discursiva. A pontuação e demais exigências podem ser observadas no quadro a seguir:

Os temas que caem na prova discursiva são relacionados às matérias estudadas para a prova objetiva. O Concursos no Brasil tem dicas para quem quer aprender a como fazer uma redação nota 10. Não deixe de conferir!

Também recomendamos que o candidato busque pelo o que o concurso considerou como resposta esperada. O link é este.

O que estudar para o cargo de Advogado do Senado

O último concurso com vagas para Advogado do Senado foi realizado em 2008. A prova teve 100 questões objetivas. As dicas foram montadas baseadas nas matérias daquela época.

Língua Portuguesa - para Advogado do Senado

No concurso para Advogado do Senado, Língua Portuguesa é cobrada na prova objetiva e discursiva, sendo uma matéria fundamental. Confira o que costuma cair:

  • Leitura, compreensão e interpretação de textos;
  • Estruturação do texto e dos parágrafos;
  • Articulação do texto;
  • Significação contextual de palavras e expressões;
  • Equivalência e transformação de estruturas;
  • Sintaxe;
  • Emprego de tempos e modos verbais;
  • Pontuação;
  • Estrutura e formação de palavras;
  • Funções das classes de palavras;
  • Flexão nominal e verbal;
  • Pronomes;
  • Concordância nominal e verbal;
  • Regência nominal e verbal;
  • Ocorrência de crase;
  • Ortografia oficial;
  • Acentuação gráfica;
  • Redação Oficial: Manual de Redação da Presidência da República e Manual de Elaboração de Textos do Senado Federal.

Língua Inglesa - para Advogado do Senado

Estude principalmente interpretação de texto. Língua Inglesa é uma matéria que possui poucas questões. Veja os tópicos:

  • Estratégias de leitura: compreensão geral do texto;
  • Reconhecimento de informações específicas;
  • Capacidade de análise e síntese;
  • Inferência e predição;
  • Reconhecimento do vocabulário mais frequente em textos não literários;
  • Palavras cognatas e falsos cognatos;
  • Estratégias discursivas: tipo de texto; função e estrutura discursivas;
  • 17 marcadores de discurso; elementos de coesão;
  • Aspectos gramaticais.

Conhecimentos Gerais - para Advogado do Senado

  • Raciocínio Lógico;
  • Conceitos Básicos de Matemática;
  • Mundo Contemporâneo;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Administração e Políticas Públicas;
  • Regimento do Senado Federal e Regimento Comum.

Conhecimentos Específicos - para Advogado do Senado

  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Civil;
  • Direito Penal;
  • Direito do Consumidor;
  • Direito Eleitoral;
  • Direito Processual Penal;
  • Legislação Especial;
  • Direito do Trabalho;
  • Direito Financeiro e Tributário;
  • Direito Internacional Público;
  • Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil;
  • Regimento do Senado Federal e Regimento Comum.

Prova discursiva - para Advogado do Senado

A prova discursiva realizada em 2008 contou com uma Peça Jurídica e ainda envolveu Conhecimentos Específicos e Língua Portuguesa.

O que estudar para o cargo de Técnico Legislativo

A tabela a seguir mostra como foi a prova objetiva para Técnico Legislativo no último concurso:

Língua Portuguesa - para Técnico Legislativo

Língua Portuguesa é, depois dos Conhecimentos Específicos, a matéria mais relevante. Dedique bastante tempo em aprender normas gramaticais e principalmente em aprimorar sua interpretação de texto:

  • Leitura e análise de textos;
  • Estruturação do texto e dos parágrafos;
  • Articulação do texto;
  • Interpretação;
  • Variedades de texto e adequação de linguagem;
  • Equivalência e transformação de estruturas;
  • Discurso direto e indireto;
  • Sintaxe;
  • Emprego de tempos e modos verbais;
  • Pontuação;
  • Estrutura e formação de palavras;
  • Funções das classes de palavras;
  • Flexão nominal e verbal;
  • Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação;
  • Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal;
  • Ocorrência de crase;
  • Ortografia oficial;
  • Acentuação gráfica;
  • Redação Oficial (Manual de Redação da Presidência da República e Manual de Elaboração de Textos do Senado Federal).

Noções de Informática - para Técnico Legislativo

Na disciplina de Noções de Informática do último concurso do Senado, foram cobrados conhecimentos de Windows XP/2000. Contudo, o certame foi realizado em 2012. De lá para cá, a tecnologia avançou e os sistemas anteriormente cobrados se tornaram obsoletos, sendo improvável que caia tais conhecimentos.

Sendo assim, recomendamos que o candidato estude sobre o sistema atual da Microsoft: o Windows 10 e seus periféricos. Veja abaixo:

  • Correio Eletrônico (e-mail);
  • Microsoft Word em português;
  • Microsoft Excel em português;
  • Microsoft Windows em português;
  • Navegação Internet: conceitos de URL, links, sites, impressão de páginas;
  • Redes Microsoft: compartilhamento de pastas e arquivos; localização e utilização de computadores e pastas remotas.

Conhecimentos Gerais - para Técnico Legislativo

A matéria de Conhecimentos Gerais pode ser estudada dando foco em atualidades e na História do Brasil:

  • Mundo Contemporâneo: elementos de política internacional e brasileira;
  • Cultura internacional;
  • Cultura e sociedade brasileira;
  • Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus impactos na sociedade contemporânea;
  • O desenvolvimento urbano brasileiro;
  • Meio ambiente e sociedade;
  • Elementos de economia internacional contemporânea;
  • Panorama da economia nacional;
  • Noções de Direito Administrativo;
  • Administração Pública direta e indireta: autarquias, fundações, entidades paraestatais;
  • Constituição Federal: art. 1º ao 5º; 18 ao 24; 37 ao 41; 44 ao 75;
  • Regime Jurídico: Lei 8112/90, legislação complementar e suas alterações, se houver;
  • Lei 9784/99. Lei 8.666/93, legislação complementar e suas alterações;
  • Regimento Interno do Senado Federal e Regimento Comum.

Conhecimentos Específicos

Os Conhecimentos Específicos são os mais importantes para o cargo de Técnico Legislativo. Na última prova foram 30 questões, sendo que cada questão tinha peso 2, ou seja, valia o dobro das comuns. O cargo de Técnico Legislativo é dividido em sete especialidades. Veja a tabela do concurso de 2011/2012:

Portanto, confira separadamente o conteúdo específico de cada uma a seguir:

Especialidade: Processo Legislativo

  • Noções da Constituição Federal, com ênfase no Título IV, Capítulo I.
  • Regimento Interno do Senado Federal e Resoluções que o alteram até a data da publicação do Edital;
  • Regimento Comum e Resoluções que o alteram até a data de publicação do Edital. Regime Jurídico: Lei 8.112/90 e suas alterações;
  • Lei Complementar 95/98. Resoluções do Senado Federal 17/93, 20/93 (com as alterações introduzidas pelas Resoluções 42/2006, 1/2008 e 25/2008) e 40/95;
  • Resoluções do Congresso Nacional 3/90 e 1/2002.;
  • Princípios de Direito Administrativo;
  • Conceitos, Organização Administrativa Brasileira, Poderes administrativos, Administração pública;
  • Órgãos públicos;
  • Agente administrativo;
  • Ato administrativo – modalidades. Contratos administrativos – modalidades.
  • Noções de Processo Legislativo;
  • Ética profissional.

Especialidade: Administração

  • Administração Pública: Princípios da Administração Pública. Servidores Públicos;
  • Disposições constitucionais referentes ao sistema remuneratório e regime de previdência dos servidores públicos;
  • Noções básicas de Gestão de Pessoas;
  • Trabalho em equipe: personalidade e relacionamento; eficácia no comportamento interpessoal; órgão, servidor e opinião pública; fatores positivos do relacionamento; comportamento receptivo e defensivo; empatia; compreensão mútua;
  • Protocolo e Arquivo; Administração de Recursos e Materiais (material e patrimônio, compras, etc.);
  • Noções de Arquivologia: Noções fundamentais de arquivo; arquivos correntes, intermediários e permanentes; protocolo, código de classificação; tabela de temporalidade;
  • Noções básicas de conservação e preservação de documentos. Noções de métodos de arquivamento;
  • Noções de Direito Constitucional: Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 e emendas constitucionais. Princípios fundamentais;
  • Direitos e garantias fundamentais: Direitos e Deveres Individuais e Coletivos;
  • Direitos Sociais;
  • Nacionalidade;
  • Direitos Políticos;
  • Partidos Políticos;
  • Organização do Estado: Organização Político-Administrativa. União. Estados Federados. Municípios. Distrito Federal. Organização dos Poderes;
  • Poder Legislativo: Congresso Nacional. Câmara dos Deputados. Senado Federal. Seguridade Social. Saúde. Previdência e Assistência Social;
  • Noções de Direito Administrativo: conceitos;
  • Servidores Públicos: conceito;
  • Nepotismo: Súmula Vinculante 13, de 2008, do Supremo Tribunal Federal;
  • Atos Administrativos: conceitos e requisitos; modalidades. Contratos administrativos: conceito e características;
  • Regime Jurídico: Lei 8.112/90 e suas alterações. Lei 8.666/93 e suas alterações. Lei 9.784/99. Lei de Improbidade Administrativa – Lei 8.429, de 1992. Regime Interno do Senado Federal e Regime Comum.

Especialidade: Arquivologia

  • Arquivos: origem, histórico, função, classificação e princípios;
  • Órgãos de documentação: características dos acervos;
  • Ciclo Vital dos Documentos: Teoria das Três Idades;
  • Classificação dos documentos: princípios, natureza, espécie, gênero, tipologia e suporte físico;
  • Terminologia Arquivística;
  • Preservação de documentos: noções básicas de conservação preventiva;
  • Protocolo: recebimento, classificação, registro, tramitação e expedição de documentos;
  • Produção, utilização e destinação de documentos;
  • Plano de Classificação de Documentos e Tabela de Temporalidade e Destinação de Documentos (definições e conceitos);
  • Sistemas e métodos de arquivamento;
  • Noções de Aplicação de Tecnologias (Gerenciamento Eletrônico de Documentos – GED, Certificação Digital, Digitalização e Microfilmagem);
  • Legislação: Lei 8.159, de 08/01/1991 – Dispõe sobre a política nacional de arquivos públicos e privados e dá outras providências;
  • Decreto 4.073, de 03/01/2002 – Regulamenta a Lei 8.159, de 08/01/1991, que dispõe sobre a política nacional de arquivos públicos e privados e dá outras providências;
  • Decreto 4.915, de 12/12/2003 – Dispõe sobre o Sistema de Gestão de Documentos de Arquivo – SIGA, da Administração Pública Federal, e dá outras providências;
  • Lei 5.433, de 08/05/1968 – Regula a microfilmagem de documentos oficiais e dá outras providências;
  • Decreto 1.799, de 30/01/1996 – Regulamenta a Lei 5.433, de 08/05/1968, que regula a microfilmagem de documentos oficiais e dá outras providências;
  • Resolução Conarq 10, de 06/12/1999 – Dispõe sobre a adoção de símbolos ISO nas sinaléticas a serem utilizadas no processo de microfilmagem de documentos arquivísticos;
  • Decreto 4.553, de 27/12/2002;
  • Resolução Conarq 14, de 24/10/2001;
  • Ética profissional.

Especialidade: Enfermagem

  • Técnicas Fundamentais em Enfermagem: Registro de Enfermagem, com evolução do paciente, sinais vitais (TPR/PA), peso, altura, mobilização, higiene corporal, controle hídrico, administração e preparo de medicamentos; orientações pertinentes ao autocuidado, promoção do conforto físico, auxílio em exames e coleta de materiais para exames.
  • Lei do exercício profissional: Decreto que regulamenta a profissão; Legislação do Sistema Único de Saúde;
  • Saúde Pública;
  • Noções de Enfermagem Médico-cirúrgica: Assistência a pacientes portadores de doenças crônicas (hipertensão arterial, diabetes mellitus, asma, bronquite, pneumonia);
  • Assistência ao paciente cirúrgico e possíveis complicações;
  • Atuação no Centro Cirúrgico, circulando, e na recuperação anestésica, assim como atuar no processamento de artigos hospitalares, conhecendo as rotinas de esterilização, preparo de material e prevenção de infecção hospitalar.
  • Noções de Enfermagem Materno-Infantil: Assistência ao pré-natal/pré-parto/puerpério; cuidados imediatos com recém-nascido, e seu conforto, higiene, segurança e alimentação;
  • Cuidados com recém-nascido filho de cliente com patologias de bases como diabetes mellitus e hipertensão arterial;
  • Noções de Enfermagem em Pronto-Socorro: Reconhecer situações que envolvam pacientes em risco de vida, auxiliando-os com técnicas científicas;
  • Ética profissional.

Especialidade: Odontologia

  • Conhecimentos básicos das estruturas anatômicas da cabeça e pescoço, tecidos moles da cavidade bucal e demais componentes do aparelho estomatognático;
  • Conhecimento da fisiologia da mastigação e deglutição;
  • Reconhecimento da dentição permanente e temporária através da representação gráfica e numérica;
  • Características gerais e idade de irrupção dentária;
  • Morfologia da dentição;
  • Noções gerais de microbiologia;
  • Meios de proteção de infecção na prática odontológica;
  • Meios de contaminação de hepatite, síndrome da imunodeficiência adquirida, tuberculose, sífilis e herpes;
  • Formação e colonização da placa bacteriana;
  • Higiene bucal: importância, definição e técnicas;
  • Doença periodontal: etiologia, classificação, características clínicas, epidemiologia, terapêutica básica e manutenção;
  • Cárie dental: etiologia, classificação, características clínicas, epidemiologia, terapêutica básica e manutenção, métodos de prevenção e identificação de grupos de risco;
  • Uso de fluoretos como medicamento em suas variadas formas e toxicologia;
  • Técnicas radiográficas intrabucais clássicas e suas variações;
  • Técnicas de afiação do instrumental periodontal;
  • Técnicas de isolamento do campo operatório;
  • Proteção do complexo dentina-polpa;
  • Técnicas de aplicação de materiais restauradores;
  • Técnicas de testes de vitalidade pulpar;
  • Conceitos de promoção de saúde;
  • Elaboração e aplicação de programas educativos em saúde bucal;
  • Conhecimento do funcionamento e manutenção do equipamento odontológico;
  • Reconhecimento e aplicação dos instrumentos odontológicos;
  • Ética profissional.

Especialidade: Eletrônica e Telecomunicações

  • Eletrônica digital;
  • Princípios de comunicação Digital;
  • Transmissão de Sinais (Antenas, Guias de Onda, Propagação);
  • Princípios de Comunicação Óptica (Fibras, Janelas Espectrais, WDM, DWDM);
  • Princípios Comutação Digital e Analógica. Princípios de Comunicação de dados;
  • Eletrônica Industrial;
  • Instrumentação e Medidas Elétricas e Eletrônicas;
  • Conceitos sobre Instalações elétricas;
  • Materiais Elétricos e Componentes Eletrônicos;
  • Equipamentos Elétricos. Circuitos Elétricos e Eletrônicos;
  • Conceitos básicos em redes de dados e Sistemas de Gerência (LAN, WAN);
  • Princípios sobre Protocolos de Comunicação;
  • Noções de redes de computadores e bancos de dados;
  • Norma BS OHSAS: 2007;
  • Corrente contínua, potência e energia;
  • Lei de Ohm. Associação série, paralela e mista de resistores;
  • Leis de Kirchhoff para as tensões e correntes, Teorema de Thèvenin e Norton;
  • Corrente alternada monofásica, potência e impedância;
  • Potência Ativa, Reativa e Aparente;
  • Fator de Potência;
  • Sistemas polifásicos em estrela e triângulo equilibrados;
  • Relés de sobre–corrente (51);
  • Redutores de medidas;
  • TC e TP;
  • Dispositivos de Proteção;
  • Redes de distribuição aérea;
  • Instalações elétricas prediais;
  • Diodos Semicondutores;
  • Diodo para corrente contínua;
  • Diodo para corrente alternada: Retificadores monofásicos;
  • Diodo como limitador;
  • Diodo Zener como regulador de tensão;
  • Transistor de Junção Bipolar;
  • Amplificadores de Pequenos Sinais: Configuração Emissor Comum, Configuração Base Comum, Configuração Coletor Comum;
  • Técnicas de Polarização dos circuitos com transistores;
  • Sistemas Digitais: Sistemas de Numeração, Portas Lógicas, Álgebra de Boole, Lógica Combinacional, Lógica Sequencial, Flip-Flops, Contadores;
  • Ética profissional.

Especialidade Processo Industrial Gráfico

  • Produto, Pré-Impressão, Impressão;
  • Orçamentação/custo;
  • Delineamento de métodos e processos de fabricação e impressão;
  • Offset, Tipografia, Rotogravura, Serigrafia e flexografia. Informática aplicada à área gráfica;
  • Matrizes de Impressão;
  • Processamento de Imagens e Impressão: uso de softwares na preparação de arquivos para produtos gráficos (edições recentes do CorelDraw, Photoshop, Freehand, Ilustrator, QuarkXPress e Acrobat);
  • Escaneamento de originais com tratamento de imagem e arte e finalização nos respectivos softwares; diagramação de páginas e documentos; preparação de arquivos para a geração de fotolitos; padrões de cores; paginação e montagem de fotolito para a gravação de chapas; matrizes gráficas; noções de toda a produção gráfica com ênfase nas atividades de pré-impressão;
  • Ética profissional.

O que estudar para o cargo de Técnico Legislativo - Polícia Legislativa

Confira o quadro com as matérias e quantidade de questões da última prova do concurso Senado Federal:

Língua Portuguesa - para Técnico Legislativo - Polícia Legislativa

Língua Portuguesa cobra muitas questões de interpretação de texto e norma gramatical. Fique atento aos detalhes das questões. Abaixo, tudo o que pode cair:

  • Leitura e análise de textos;
  • Estruturação do texto e dos parágrafos;
  • Articulação do texto;
  • Interpretação;
  • Variedades de texto e adequação de linguagem;
  • Equivalência e transformação de estruturas;
  • Discurso direto e indireto;
  • Sintaxe;
  • Emprego de tempos e modos verbais;
  • Pontuação;
  • Estrutura e formação de palavras;
  • Funções das classes de palavras;
  • Flexão nominal e verbal;
  • Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação;
  • Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal;
  • Ocorrência de crase;
  • Ortografia oficial;
  • Acentuação gráfica;
  • Redação Oficial (Manual de Redação da Presidência da República e Manual de Elaboração de Textos do Senado Federal).

Noções de Informática - para Técnico Legislativo - Polícia Legislativa

Procure estudar os programas mais recentes da Microsoft, entre eles o Windows 10. O último edital exigia versões diferentes por conta da época em que foi feito. Veja o que estudar:

  • Correio Eletrônico (e-mail);
  • Microsoft Word em português;
  • Microsoft Excel em português;
  • Microsoft Windows em português;
  • Navegação Internet: conceitos de URL, links, sites, impressão de páginas;
  • Redes Microsoft: compartilhamento de pastas e arquivos; localização e utilização de computadores e pastas remotas.

Conhecimentos Gerais - para Técnico Legislativo - Polícia Legislativa

Foque principalmente nas atualidades e na História do Brasil:

  • Mundo Contemporâneo: elementos de política internacional e brasileira;
  • Cultura internacional;
  • Cultura e sociedade brasileira;
  • Descobertas e inovações científicas na atualidade e seus impactos na sociedade contemporânea;
  • O desenvolvimento urbano brasileiro;
  • Meio ambiente e sociedade;
  • Elementos de economia internacional contemporânea;
  • Panorama da economia nacional;
  • Noções de Direito Administrativo;
  • Administração Pública direta e indireta: autarquias, fundações, entidades paraestatais;
  • Constituição Federal: art. 1º ao 5º; 18 ao 24; 37 ao 41; 44 ao 75;
  • Regime Jurídico: Lei 8112/90, legislação complementar e suas alterações, se houver;
  • Lei 9784/99. Lei 8.666/93, legislação complementar e suas alterações;
  • Regimento Interno do Senado Federal e Regimento Comum.

Conhecimentos Específicos - para Técnico Legislativo - Polícia Legislativa

Esta é a matéria com a maior quantidade de questões e ainda costuma ter peso dobrado. Portanto, é a disciplina na qual você deve gastar mais tempo se dedicando. Listamos tudo o que pode estar na prova:

  • Direito Constitucional;
  • Direitos e garantias constitucionais: art. 5º da Constituição; direitos sociais; cidadania e direitos políticos;
  • Normas Constitucionais relativas à Administração Pública e aos servidores públicos;
  • Defesa do Estado e das instituições democráticas;
  • Ordem social;
  • Direito Penal;
  • Sujeito ativo e sujeito passivo da infração penal;
  • Tipicidade, ilicitude, culpabilidade, punibilidade;
  • Erro de tipo; erro de proibição;
  • Imputabilidade penal;
  • Concurso de pessoas;
  • Crimes contra a pessoa;
  • Crimes contra o patrimônio;
  • Crimes contra a Administração Pública;
  • Abuso de autoridade (Lei 4.898/65);
  • Tráfico ilícito de drogas (Lei 11.343/2006);
  • Crimes contra a ordem tributária (Lei 8.137/90);
  • Estatuto da Criança e do Adolescente;
  • Estatuto do Desarmamento: Lei 10.826/2003 e Decreto 5.123/2004;
  • Direito Processual Penal;
  • Jurisdição e competência;
  • Prisão em flagrante e prisão preventiva;
  • O livrar-se solto e afiança: a apresentação espontânea do acusado;
  • Da prova: exame de corpo de delito, interrogatório e testemunhas;
  • Das citações e intimações. Do reconhecimento de pessoas e coisas;
  • Restituição das coisas apreendidas;
  • Prisão especial;
  • Atuação do advogado na fase inquisitiva;
  • Direito Administrativo;
  • Estado, governo e administração pública;
  • Organização administrativa da União: administração direta e indireta.
  • Agentes públicos;
  • Regime Jurídico;
  • Poderes administrativos;
  • Controle e responsabilização da administração: controle administrativo; Lei 8.112/90 e suas alterações (Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União);
  • Lei 9.784/99. Regimento Interno do Senado Federal e Regimento Comum;
  • Ética profissional.

Prova discursiva - para Técnico Legislativo - Polícia Legislativa

O candidato ao cargo de Técnico Legislativo - Polícia Legislativa ainda terá de realizar uma prova discursiva. Nela, costuma ser cobrado uma redação e uma questão discursiva. Na tabela abaixo está demonstrado o peso da prova e a exigência de linhas:

Temos um artigo com dicas fundamentais para quem deseja fazer uma boa redação para concurso. Vale a pena conferir!

Concurso Senado Federal: Cadernos de prova e Gabaritos

Para te ajudar em seus estudos, separamos cadernos e gabaritos dos últimos concursos do Senado Federal. Lembre-se: refazer provas antigas é uma das melhores maneiras de se estudar para um certame.

Cadernos de prova

O Concursos no Brasil possui diversos cadernos das provas do Concurso Senado. Por aqui, você pode encontrar avaliações do certame de 2008 e do concurso que foi realizado em 2011/2012.

Gabaritos

Os gabaritos oficiais das provas de 2011/2012 podem ser acessados no site da FGV. Na hora de conferir as respostas fique atento para saber se o gabarito corresponde com o tipo, cor e especialidade do caderno no qual você fez a prova:

Curso online gratuito oferecido pelo Senado Federal

O Senado Federal disponibilizou um curso online e gratuito que facilitará a vida de muitos concurseiros. O material foi desenvolvido pelo Instituto Legislativo Brasileiro - ILB, em parceria com a TV Justiça. O nome do curso é Processo Legislativo Regimental. Ele é composto por cinco videoaulas com carga de 12 horas, ministradas por Luciano Oliveira, consultor legislativo do órgão.

Ainda há um sexto vídeo com uma revisão e quiz que ajuda o concurseiro a fixar o que foi aprendido. Além disso, há a opção de se obter o curso em PDF. No caso, ele foi produzido pela equipe do Serviço de Ensino à Distância (Seed) do ILB. O material escrito conta com uma prova.

Apesar de não conter todas as matérias que caem no certame, o curso é um ótimo começo para quem precisa ter um pouco de noção sobre como o Senado funciona e elabora as leis do país. Se você ainda não fez o curso, vale a pena conferir.

Concurso Senado Federal: Dicas de estudo

O concurso Senado Federal é um certame amplo, abrangendo vários tipos de profissionais, possui remunerações altas, provas extensas e uma grande concorrência. Sendo assim, a aprovação só é possível com muita dedicação.

Além da leitura do conteúdo das provas que costumam cair no concurso, separamos algumas dicas para que você saia melhor no certame. Muitas possuem links de matérias do Concursos no Brasil que fizemos com o objetivo de guiar o concurseiro para um caminho melhor:

1. Leia o edital

A primeira dica é ler o edital completo do concurso. Se ele ainda não estiver sido lançado, recomenda-se a leitura dos quatro editais da edição anterior. No caso, o certame de 2012 está disponível no site da FGV.

Se tiver alguma dificuldade em ler o documento, temos uma matéria que te ensina a como ler e interpretar edital.

2. Entenda mais sobre sua banca organizadora

As bancas organizadoras possuem certos métodos de aplicação de provas para concursos. Algumas bancas utilizam questões de múltipla escolha, enquanto outras optam por utilizar itens (certo ou errado).

Há preferência também no tipo de conteúdo abordado e na sua forma. Por isso, é fundamental conhecer os perfis das principais bancas organizadoras.

3. Crie um cronograma de estudos

Crie um cronograma de estudos para organizar a sua rotina de aprendizado. Procure focar nas matérias que são mais importantes. No caso do concurso Senado Federal, os Conhecimentos Específicos.

Porém, dê muita relevância à Língua Portuguesa, afinal é a segunda mais cobrada e de certa forma está presente na prova discursiva.

4. Estude todos os dias em casa

Como informamos no começo da matéria, o certame só será liberado após o fim da pandemia do novo coronavírus.

Por isso, reforçamos que é fundamental que você aproveite para se dedicar. Temos uma matéria com dicas de como estudar em casa todos os dias e não perder o foco.

5. Utilize técnicas de estudo

Existem algumas técnicas de estudo que podem fazer com que o seu tempo seja mais produtivo, ou seja, gerando melhores resultados. Junte as que você achou melhor e adapte-as à sua realidade.

6. Saiba como fazer revisão

A revisão do estudo é fundamental. Portanto, revise muito bem o que você já aprendeu. Se possível utilize métodos e técnicas que são indicadas por professores e psicólogos.

7. Tenha um tempo livre para descansar

Lembre-se de sempre arrumar um tempinho para o lazer. Estudar para a prova é muito importante, mas sem uma mente descansada e saudável suas chances de passar são reduzidas.

8. Fique de olho no Concursos no Brasil

Para mais informações sobre o concurso Senado Federal ou para outros certames que possam lhe interessar, sempre fique do olho no site do Concursos no Brasil.

Por fim, esperamos que esta matéria possa ter ajudado em sua jornada de estudos para o Concurso Senado Federal. Torcemos pela sua aprovação!

Compartilhe

Comentários